14 de outubro de 2016


Para quem não ficou sabendo, o que achamos muito difícil, o Hopi Hari ficou fechado por dois meses após os funcionários entrarem em greve por falta de pagamento, registrar uma divida de R$ 329 milhões e ter que recorrer a uma recuperação judicial na 2ª Vara de Vinhedo que ainda está em andamento. 

Mesmo sem a decisão final sobre a recuperação judicial, o Hopi Hari entrou em acordo com os funcionários e retornou, ainda que parcial, a sua operação na feriado de dia das crianças (12). 

Sem divulgação nas redes sociais ou veículos de comunicação, o parque divulgou a reabertura apenas através do calendário no site, e-mail para as visitantes que tinham passaportes para agendar e fansites.

Devido a falta de divulgação, o Hopi Hari abriu as 10h na quarta-feira com baixíssimo movimento e nós do Hopi Hari Mania fomos conferir. 

Com alguns carros estavam no estacionamento e apenas uma catraca aberta para atender a pouca demanda, havia poucos funcionários para operar as atrações e lanchonetes. Somente algumas atrações e pontos de alimentação funcionaram durante todo o dia. 

Kaminda Mundi: Arkadis;
Mistieri: Montezum, Simulákron, Vurang, Vulaviking;
Infantasia: Lokolorê, Levá ì Tráz, Kastel di Lendas, Konfront, Klapi Klapi (Fotos);
Wild West: La Mina Del Joe Sacramento, West River Hotel, Saloon (Show);
Aribabiba: Dismonti

Obs: Era necessário esperar que tivessem pessoas na fila da Montezum para que ela pudesse sair da estação, de tão pouca gente que havia no parque. 

Esse mesmo movimento permaneceu durante o dia inteiro. 



    

Apesar de estar limpo e organizado, as atrações abertas funcionando em perfeito estado e com todas as medidas de segurança sendo realizadas, o clima era de abandono. Com tantas atrações fechadas, poucas pessoas, falta de pintura nas edificações, gramado crescendo, o parque está deteriorando com o tempo.

Mesmo nessas condições, a nossa equipe conseguiu se divertir diversas vezes nas atrações que estavam abertas por estarem sem fila. 

Infelizmente, esta situação reflete o que uma desastrosa e despreparada administração pode gerar. Enquanto outros parques no Brasil enxergam a oportunidade de atrair novos visitantes do país em meio a uma desaceleração econômica, o Hopi Hari vai na contra mão e não está conseguindo se reerguer na situação atual.

Em nota, o advogado do Hopi Hari ainda afirmou por telefone ao G1 que o parque planeja repassar a administração aos novos investidores até o início do ano que vem para que que o grupo inicie um projeto de reformulação. No entanto, para isso, o processo de recuperação judicial precisa ser autorizado.

“Se não houver recuperação judicial, o caminho é a falência. Mas já existem negociações com mais de um investidor que quer reestruturar o parque. Nós temos um processo de reestruturação e temos empresas dispostas a investir nisso e assumir a dívida, mas para isso a recuperação judicial tem que acontecer”, afirmou o advogado. Nem a administração do Hopi Hari e nem o advogado informaram quais são os investidores com os quais o parque negocia.

Acreditamos que somente com uma nova e competente administração o parque consiga voltar a brilhar e encantar milhares de pessoas. 

Parceiro oficial

Hapfun

Especial: Túnel do Tempo

Matérias Especiais | Túnel do Tempo

Parque temporariamente fechado

Hopi Hari temporariamente fechado

© 2008-2017 Hopi Hari Mania é um fã-site independente. O conteúdo aqui publicado não necessariamente reflete a opinião da marca Hopi Hari.