15 de agosto de 2008



Na sétima edição, chamada de "Os Sete Jogos do Medo", os visitantes foram convidados a participar de um jogo em que poucos chegaram até o final. Foram 150 personagens, três túneis tematizados, efeitos especiais, shows de abertura e encerramento, balada, Direversi - a tradicional Montezum ao contrário e a grande novidade: a Cabine do Horror. Tudo para garantir diversão e, claro, muitos sustos.

Toda a temática se desenvolveu a partir do Mestre do jogo e seus discípulos. Juntos, eles dominavam e controlavam a mente das pessoas. Por meio de sete jogos que desafiavam o raciocínio e a coragem, ele manipulava os “jogadores” e o resultado, levando-os ao encontro de muitas surpresas. Para os mais destemidos, a novidade era a Cabine do Horror, em Kaminda Mundi, um espaço misterioso, onde realidade e jogo se misturavam.


Às 18 horas, a abertura da Hora do Horror era anunciada com um espetáculo no palco em Wild West. A apresentação introduzia os visitantes à temática do evento. A partir deste momento, os discípulos manipulados pelo grande Mestre ganhavam as ruas do parque. A iluminação era reduzida para garantir maior climatização.


Localizados em pontos estratégicos, os três túneis da Hora do Horror foram criados especialmente para o evento. Ao todo, foram 1.046 metros quadrados de fortes emoções. Juntos, formavam um quebra-cabeça, fechando o círculo de jogos.

Abatedouro de Porcos
O cheiro de sangue e animais prestes a seguir para o abate foram retratados neste túnel de 375 metros quadrados, o Abatedouro de Porcos. Contou com sala de abate, sala de corte, abatedouro, sala de descarte e outras dependências onde estavam dispostas de maneira asquerosa, cadeiras de tortura, guilhotinas, porcos, ferramentas e outros apetrechos. Foram seis salas cenográficas interligadas por seis corredores com efeitos como ar comprimido.


Balada Underground
Por trás da fachada da casa noturna decadente, o crepúsculo reservou muitas surpresas. Longe de ser uma balada animada, os seis cenários e os corredores de interligação do túnel levaram o público a um bar sombrio, e frio, uma pista de dança bizarra, cassino clandestino, lounge, banheiros imundos e tudo o que remete ao que seria o clima de uma balada indesejada. Gaiola de go go dancers, mesa de mixagem e correntes fizeram parte do cenário. O labirinto tinha uma área total de 407 metros quadrados de muito espanto.


Prisão em Ruínas
Um ambiente hostil e deprimente de uma prisão abandonada foi retratado em um túnel com 264 metros quadrados. Os visitantes percorreram celas, solitárias, ambulatório, sala de interrogatório e outros cenários. O clima ficou ainda mais pesado com os recursos de som, como correntes se arrastando e batendo contra as grades, ruídos e lamentações dos que um dia estiveram aprisionados no local. O cheiro de mofo também contribuiu para essa atmosfera rude. O ápice foi um efeito com água.


Na rua principal de Wild West o visitante poderá curtir a balada a céu aberto e paquerar muito, pois todas as noites um DJ realizará performances musicais incríveis com muita animação, go go dancers e um anfitrião macabro. Pouco antes do fim do evento, no mesmo local um grandioso espetáculo será apresentado com o desfecho final de toda a temática. A iluminação do parque e a trilha sonora voltam ao normal e os personagens desaparecem. Fim do jogo.



Comercial do Evento

Agradecemos a equipe de Marketing do Hopi Hari por ceder parte desse material publicado com exclusividade pelo Hopi Hari Mania. 

<< Voltar para as outras Retrospectivas

© 2008 - 2017 Hopi Hari Mania é um fã site independente. O conteúdo aqui publicado não necessariamente reflete a opinião da marca Hopi Hari.