15 de agosto de 2008

<< Voltar para as outras Retrospectivas

4 Elementos. 4 Espécies. 4 Edições. 1 Sensação. A hora está chegando... 

Sirenes anunciavam que o parque estava sem energia elétrica. Sons de explosões, colisões e gritos são ouvidos. Um espetáculo tinha início na região de Mistieri, onde uma pira era acesa com fogo. Enquanto isso, criaturas horríveis invadiam a região... É assim que começava A Hora do Horror "Os 4 Elementos", do Hopi Hari.


A história era futurista: No ano de 2678, a terra passou por sua última transformação: o que era gelo virou água, a água congelou, a terra sumiu, e o ar ninguém mais podia ver. Os humanos que sobreviveram tiveram que se adaptar e aprender a lutar pela sobrevivência, dando origem a 4 espécies distintas.


Esgoto
Quando ocorreu a destruição da terra, houve um cataclisma nuclear e parte da população para se proteger da radiação, se refugiaram nos esgotos da cidade. Com o passar do tempo, sofreram uma mutação para se adequar ao seu meio. São seres escuros, sinistros, que brilham na escuridão e precisam de pele humana para regenerar as suas que foram queimadas pela radiação. Seu líder era Aqualor e eles podiam ser vistos no Labirinto.

A atração tinha 40 metros de extensão e proporcionava a sensação de entrar no interior de uma imensa rede de esgoto, com umidade, água no chão, canos por todos os lados e criaturas de arrepiar.

Gelo
No Labirinto estavam os humanos que foram viver na área congelada do planeta. Sua civilização era comandada por Zaron e Laythea. Eles se alimentavam de carne humana congelada e eram praticamente extraterrestres. Dentro do labirinto, que tinha 40 metros de extensão e reservava surpresas desagradáveis aos visitantes, caia até neve.

Na área congelada do planeta, os seres Zaron e Laythea construíram uma cidade no gelo a partir de sua nave que ficou presa após a destruição da terra. Eles se alimentam de seres humanos , que exploram a área e os conservam em câmaras criogênicas. São seres da luz, fotoplasmáticos.

O Mundo de Agarthy
Era possível se assustar com os sobreviventes que fugiram para as entranhas do planeta. Chamados de agarthyanos, estes seres possuíam pele albina, olhos grandes e tinham poderes sobrenaturais. Para sobreviver, precisavam de recursos minerais e almas humanas. Também podiam ser vistos nesta atração os vulcanos, inimigos dos agarthyanos que viviam no interior dos vulcões. Eles se alimentavam de agarthyanos - não é à toa que os dois grupos viviam lutando.

Uma civilização intraterrena que tem um portal na Amazônia e outro no Nepal com seres albinos, de olhos grandes e escuros, com poderes sobrenaturais que extraem dos recursos minerais da terra e das almas que sugam dos humanos.

Fora dos labirintos, as novidades eram o show "Forças em Guerra", em que as criaturas horripilantes lutavam entre si; o "Horror Dancig", uma pista de dança para sacudir o esqueleto; e a "Direversi", que seguia seu tradicional percurso ao contrário.

A noite terminava com o soar da sirene. As luzes eram acesas e a pira era apagada. Em Mistieri acontecia um espetáculo de encerramento do Evento.


Um dos comerciais do evento: 

Agradecemos a equipe de Marketing do Hopi Hari por ceder parte desse material publicado com exclusividade pelo Hopi Hari Mania. 

<< Voltar para as outras Retrospectivas

Parceiro oficial

Hapfun

Especial: Túnel do Tempo

Matérias Especiais | Túnel do Tempo

Parque temporariamente fechado

Hopi Hari temporariamente fechado

© 2008-2017 Hopi Hari Mania é um fã-site independente. O conteúdo aqui publicado não necessariamente reflete a opinião da marca Hopi Hari.