Novo dono do Hopi Hari planeja mais novidades para o parque


Funcionários empolgados e credores preocupados. Resumidamente, é dessa forma que os envolvidos na operação do Hopi Hari reagiram à chegada do novo investidor, José Luiz Abdalla.

Egresso do mercado imobiliário e de uma família de banqueiros (o pai, Anésio Abdalla, foi sócio do BCN), o empresário assumiu o controle do Hopi Hari com um projeto de investimento arrojado, respaldado por um discurso arrebatador: “Transformar o parque no maior centro de entretenimento da América Latina”. Para fazer isso, ele promete reformar a estrutura atual, inaugurar uma praia artificial ao estilo da Disney’s Blizzard Beach, da Flórida, e construir um resort com 1,2 mil unidades a serem comercializadas no modelo de time sharing – quando os investidores adquirem uma cota de cada apartamento no projeto de incorporação.

Sem apresentar as cifras necessário para o projeto, Abdalla dá como credencial seu histórico de colaboração com a Cyrela e a rede espanhola Meliá Hotels International, atuando como o responsável por levantar recursos.

Ele diz que já abriu negociação com fundos especializados em operações de risco, como o Exxpon, que investe capital de três grupos americanos, dentre eles a Lamb Partners, do bilionário Neil Bluhm. Procurados, os responsáveis pelo fundo confirmam o contato, mas dizem que estão no início das conversas.

Neste momento, fontes próximas à operação dizem que o empresário precisa se capitalizar. Segundo essas fontes, o contrato assinado entre ele e Correa exige um desembolso importante ainda neste ano, caso contrário o negócio pode ser cancelado. É por isso que ele foi atrás de fundos especializados em barganhas, como o Exxpon.

Mesmo se essa primeira fase der certo, haverá outros desafios. Um deles será modificar o plano diretor da cidade, que não permite edificações de mais de dois pavimentos na área do Hopi Hari.

Caso não consiga atrair investimentos, Abdalla diz que consegue vender os ativos e os terrenos, liquidar a dívida e sair com algum dinheiro. No ano passado, Luciano Correa recusou duas propostas de compra, uma delas de Cesar Federmann, dono de 7 milhões de metros quadrados na área e do shopping Outlet Premium.

Com: Estadão PME
22 de fevereiro de 2017

Relembrando a Hopi Night Eléktron (2011)


Em 2011 o Hopi Hari surpreendeu o público com a maior e mais tecnológica Hopi Night de todos os tempos. Você se lembra? Vamos deixar aqui esse ar de nostalgia e relembrar os detalhes da edição:

Com estreia no dia 20 de abril de 2011, o Hopi Night Eléktron foi um surpreendente espetáculo a céu aberto, inédito no Brasil, que reuniu imagens 3D, mega projeções, show de luzes e laser, performances artísticas e muita música. 

Neste ano, o Hopi Night teve como palco a região de Aribabiba. A área foi tomada pela mais alta tecnologia e transformada no cenário ideal para que os visitantes fossem envolvidos pelo tema desta terceira edição do evento, Eléktron.



O grande Jukebox assumiu o poder e mostra sua força aos homens, levando-os para seu interior através de portais bidimensionais. Lá, o controlador (DJ) e seus guardiões apresentarão o mundo de Eléktron e a histórica guerra entre o som e a luz.


Durante o evento, os visitantes receberam óculos especiais e se surpreenderam com incríveis imagens em 3D, mega projeções em grandes fachadas, criando uma nova realidade ao local, show de luzes, lasers e efeitos especiais. Tudo isso ao som de hits eletrônicos comandados pelo DJ Dell Passo, que esteve em uma estrutura a sete metros de altura.


Duas promoções foram realizadas para agitar o público na internet. Na primeira delas era possível montar sua própria mixagem no hotsite do Hopi Night Eléktron e ter a chance dela ser escolhida para tocar como tema no site.

Em outra promoção, a participação consistia em juntar 10 participantes e executar a "Dança Hopi Night" em qualquer ambiente e chamar a galera para curtir. Os que receberam o maior número de "curtir", ganharam passaportes para conhecer o evento. Um vídeo tutorial foi disponibilizado para a galera aprender a dança. Relembre:



O Hopi Night Eléktron se encerrou em 12 de Junho de 2011 e devido a sua popularidade e satisfação chegou a marca de 400 mil visitantes durante o período de menos de 2 meses de evento. Sem dúvidas edição de maior sucesso da história do Hopi Hari, que deixou aquele gostinho de "quero mais".


E você? Chegou a curtir o Hopi Night Eléktron? Compartilhe sua experiência comentando abaixo! ;)
4 de fevereiro de 2017
Categorias:

Hopi Hari ganha novo dono e promete novidades para 2017


O Hopi Hari S.A. informa que em 29 de dezembro de 2016 seu acionista controlador, Luciano Correa, celebrou contrato de compra e venda de ações de emissão da HH Participações S.A. controladora do Hopi Hari, pelo qual alienou 75% da totalidade das ações e o controle da HH Participações a José Luiz Abdalla, empresário do setor imobiliário, formando bloco de controle regulado por Acordo de Acionistas.

O Conselho de Administração passa a ser constituído pelos Srs. José Luiz Abdalla, Presidente do Conselho, e pelos Conselheiros Srs. Cesar Armenio Worms Gomes Santos e Luciano Correa.

A Operação é um passo importante no plano de capitalização e reposicionamento do Hopi Hari, o qual, somado à restruturação dos passivos dentro do plano de recuperação judicial, que se encontra em andamento, resultará em uma companhia forte sob nova liderança, com novo balanço patrimonial, capacidade técnica e financeira que propiciará a implementação de seu plano de investimentos.  O parque será a âncora do novo projeto da Companhia que prevê a implantação do complexo hoteleiro com 1.200 apartamentos dotado da mais completa estrutura de lazer e importante centro de convenções, eventos e exposições.

O plano de investimento contempla o aumento da disponibilidade operacional das 44 atrações de nossas 5 áreas temáticas, na adequação e conclusão do contrato de licenciamento de personagens Warner Brothers, o aprimoramento no atendimento aos 1,5 milhão de visitantes que recebemos anualmente, aumento e redirecionamento da experiência no parque, que será complementada pelo lançamento de um calendário de shows e eventos semanais ao ar livre, que prevê a presença dos mais renomados artistas dos diversos estilos musicais e propiciará a plena utilização de nossa infraestrutura, a mais completa do Brasil, que nos permite atender até 3,0 milhões de visitantes anualmente.

A Companhia irá trabalhar intensamente para desenvolver o Hopi Hari como destino turístico para famílias e jovens-adultos, buscando atender plenamente todas as suas expectativas, alavancando a infraestrutura da região de Campinas, Vinhedo e Itupeva, onde está localizado o parque e o Aeroporto Internacional de Viracopos, atendendo ainda, em função de sua excepcional localização, o Estado de São Paulo e o Brasil.

5 de janeiro de 2017
Categorias:

Montanha-russa de 10 inversões tem nova previsão de inauguração


Em nota divulgada neste sábado (26) o Hopi Hari reafirmou a compra de volta de sua montanha-russa de 10 inversões e já estipula previsão de inauguração. Confira documento completo:

Hopi Hari S.A. – em Recuperação Judicial (“Companhia”) informa ao mercado que em atenção ao Instrumento Particular de Opção de Compra (“Opção de Compra”) da Montanha Russa “10-Inversion Roller Coaster” de fabricação da INTAMIN Amusement Rides (“Montanha Russa 10 Inversões”), formalizou na data de 24 de novembro de 2016 o cumprimento do Exercício da Opção de Compra, através da inclusão do valor do crédito pelo preço da opção com data base de 26 de agosto de 2016 na Lista de Credores da Recuperação Judicial da Companhia.

Nos termos da Lei 11.101/95, os credores sujeitos à recuperação judicial são aqueles existentes (vencidos ou vincendos) na data do pedido inicial da Recuperação Judicial (caput do art. 49 da Lei) e que “as obrigações anteriores a recuperação judicial observarão as condições originalmente contratadas ou definidas em lei, inclusive no que diz respeito aos encargos, salvo se de modo diverso ficar estabelecido no plano de recuperação judicial”.

Esta é a maior e mais nova Montanha Russa no Brasil. A operação da Montanha Russa 10 Inversões está contemplada na estratégia da recuperação da Companhia, como já informado nos autos da recuperação judicial, contribuindo para viabilizar a atração de investidores no negócio. A Montanha Russa 10 Inversões cumpre um papel fundamental na manutenção da fonte produtora, no emprego dos mais de 350 trabalhadores diretos e 600 indiretos, e no interesse dos credores para que recebam seus créditos nos termos a serem discutidos e aprovados pela maioria dos credores quando da apresentação do Plano de Recuperação, promovendo assim, a preservação da função social da Companhia e o estímulo à atividade econômica.

A Companhia acredita que a operação da Montanha Russa 10 Inversões aumentará o número de visitantes no parque e em todo o Pólo Turístico Serra Azul, composto do Hopi Hari, parque aquático, hotel, e shopping center outlet, beneficiando a geração de empregos em toda a Região Metropolitana de Campinas, Jundiaí, Vinhedo, Valinhos e Itupeva, em um momento no qual a sociedade pede que as
empresas contribuam com investimentos para a recuperação da atividade econômica. É importante para o setor de turismo que a Montanha Russa 10 Inversões entre em operação e gere empregos aqui em nosso país.

A Companhia tomará todas as providências legais e técnicas para concluir a instalação da Montanha Russa 10 Inversões e sua inauguração tem previsão para Julho de 2017.
26 de novembro de 2016

© 2008-2017 Hopi Hari Mania é um fã-site independente. O conteúdo aqui publicado não necessariamente reflete a opinião da marca Hopi Hari.